?

Log in

Facing away from Ragnarok

homem do leme (man of the wheel) ;; xutos e pontapés

Tales of Valhalla

homem do leme (man of the wheel) ;; xutos e pontapés

Previous Entry Share Next Entry
shepard [ dead woman walking ]


PORTUGUÊS

Sozinho na noite
Um barco ruma, para onde vai?
Uma luz no escuro brilha a direito
Ofusca as demais.

E mais que uma onda, mais que uma maré
Tentaram prendê-lo, impor-lhe uma fé
Mas, vogando à vontade, rompendo a saudade,
Vai quem já nada teme, vai o homem do leme.

E uma vontade de rir nasce do fundo do ser.
E uma vontade de ir, correr o mundo e partir,
A vida é sempre a perder.

No fundo do mar
Jazem os outros, os que lá ficaram.
Em dias cinzentos
Descanso eterno lá encontraram.

E mais que uma onda, mais que uma maré
Tentaram prendê-lo, impor-lhe uma fé
Mas, vogando à vontade, rompendo a saudade,
Vai quem já nada teme, vai o homem do leme.

E uma vontade de rir nasce do fundo do ser.
E uma vontade de ir, correr o mundo e partir,
A vida é sempre a perder.

No fundo do horizonte
Sopra o murmúrio para onde vai.
No fundo do tempo
Foge o futuro, é tarde demais...

E uma vontade de rir nasce do fundo do ser.
E uma vontade de ir, correr o mundo e partir,
A vida é sempre a perder.


TRANSLATION

Alone in the night
A boat sails, where is it going?
A light in the dark shines straight ahead
Outshining all others

And more than a tide, more than a wave
Tried to stop him, force a faith into him
But, sailing at will, ripping the feeling of loss
Goes the one who now fears nothing, goes the man of the wheel.

And a will to laugh is born from the bottom of the being
And a will to go, run the world and leave
Live is always losing

In the bottom of the sea
Lay the others, the ones who stay there.
In grey days
Eternal rest there they found.

And more than a tide, more than a wave
Tried to stop him, Impose him a faith
But, sailing at will, ripping the feeling of loss
Goes the one who now fears nothing, goes the man of the wheel.

And a will to laugh is born from the bottom of the being
And a will to go, run the world and leave
Live is always losing

In the end of the horizon
Blows the whisper, where is it going?
On the end of time
Flees the future, it’s too late.

And a will to laugh is born from the bottom of the being
And a will to go, run the world and leave
Live is always losing

Powered by LiveJournal.com